Não se dá plateia a quem reclama

Em 1975 (há 40 anos), na 16ª. Convenção Nacional Lojista em Fortaleza, os 3.000 empresários de todo Brasil, congressistas presentes, saíram convencidos de uma realidade profissional do comércio: Não se dá plateia a quem reclama. Deve-se evitar o “abrir a janela” de uma reclamação. Mesmo que o cliente tenha sempre razão, a questão deve ser resolvida de imediato sem permitir a propaganda boca a boca. E ainda que o cliente não tenha razão, o método de solução é o mesmo: educação, voz pausada, paciência, pedido de desculpas, amizade, abraço fraterno. O comerciante não pode se dar ao luxo de perder qualquer freguês, ainda mais, como agora, em tempo de crise dimensionada por abusivos juros bancários que faz crescer a inflação ao invés de diminui-la. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

ELEMENTAR, MEU CARO…

Amigos petistas, vocês que são pais, chefes de famílias e donas do lar, peçam à Presidente Dilma, que aprenda a fazer economia como vocês sabem e fazem. Que ela dê exemplo de moralidade administrativa e reduza pela metade o número de 39 ministérios que só traz despesas e trapalhadas. O Brasil será outro com menos cabides de emprego. Não é sinal de uma Pátria Educadora. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 1 comentário

Serenidade ou intensidade?

A história nos conta que os medrosos e covardes sempre viveram mais que os corajosos e destemidos. “Os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz” (Salmos 37:11). No Alto da Colina encontro um velho amigo, às três da tarde, na sombra, sentado numa cadeira a admirar o horizonte, olhando lá para os lados do açude do Itaurandi. Paro o carro e digo-lhe: Ainda vou ter uma vida dessas. – Não tem porque não quer, já é tempo de você viver assim, na tranquilidade. – Lembrei-me de meu pai que dizia: Você só leva da vida a vida que você leva. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Discernimento a Três Deputados

Dizem que sou um crítico. Instigam-me que sou um crítico. Neste caso devo descobrir porque sou um crítico. Quem sabe deve ser uma herança dos “Pintos?” Herança dos “doidos”, que alguns tentam depreciar sobre tão influente e representativa árvore genealógica. Nada disso. Eu sempre fui um inconformado com as gestões políticas que desde o movimento militar de 1964 (quando comecei a me entender), não resolve os problemas do povo, enquanto os políticos ficam cada vez mais ricos. Sou um cético quanto essa forma de administrar as políticas públicas sociais. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Tempo Bom

Meu netinho Daniel (4) me pergunta: “Vô e a macangaia?” (Sítio Maracangalha). Eu lhe digo: Os cachorrinhos perguntam por você; Os bodinhos mandam lembrança, têm saudades de quando você chega lá e diz: “Oi, cheguei!” Os coelhos nasceram três filhotes. Pequeno Pig vovô vai vender e comprar outro menor. Negona, Seleta, Lampião e Catucha perguntaram: “Cadê Daniel?” – “Vôôô… cachorro não fala”. Ele não fala, mas pensa isso… – “Vô conta mais”. – Até os pintinhos estão perguntando por você. Ele me olha meio perplexo e pensativo e diz: “Vô essa chuva…” Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

O maior erro do Prefeito Assis

A comunicação. Comenta-se que é exatamente aí o maior erro do Prefeito Assis: o equívoco de comunicação do seu governo. Não existe convite oficial. Esvazia-se o calor humano. É quase tudo anunciado por carro de som, Rádio Tudo FM, e pelas redes sociais que parecem obter maior credibilidade junto aos jovens, mas não consegue sensibilizar o coração da cidade, deixar ouvintes e leitores com brilho nos olhos, orgulho no peito. “Os olhos sorrindo”, como dizia Pixinguinha. Em algum lugar a comunicação está errada. Parece estar tratando amigos e adversários como os adversários lhe tratam. Há uma ausência de carisma. E a voz do povo diz: Faltou um pedido de desculpas à comunidade coiteense, pelo atraso nas obras do Jardim da Babilônia. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 3 comentários

Sem punição não há solução

Devemos ver o mundo como uma balança – o equilíbrio – organizado na Lei da causa e efeito (princípios da Doutrina Espírita e similar ao “cosmos ininterrupto de retribuição ética”, de Max Weber em Economia e Sociedade). É o bumerangue da vida. Se formos mais sedentos, se roubamos os outros numa ganância sem freio de sempre ter mais dinheiro e poder, em outro lugar do mundo, ou até mesmo perto de nós, estaremos promovendo o desequilíbrio, a fome, a pobreza, a miséria, que um dia será também o nosso desequilíbrio de consciência, em conflitos internos que jamais conseguiremos entender ou explicar no despertar das madrugadas de insônia. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Maravilhoso Coité!

Maravilhosa ACCA! Depois de muito tempo voltei àquele clube social e encontrei-o renovado, melhorado, amplo, ventilado… A linda festinha do CEC – Centro Educacional Coiteense, da contemporânea Pró Zenaide Brito foi duplamente linda!. Foi uma sensação gostosa rever a ACCA funcionando tão bem, quando a maioria dos clubes sociais na Bahia e no Brasil está em decadência ou fechados. Lembrei-me das centenas de festas e inesquecíveis micaremes que ali fiz. Parabéns a atual diretoria. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 3 comentários

Conscientização: O eleitor e o cliente

Eu entendo a política partidária e governamental da seguinte forma: ao contrário do empresário que tem no lucro a satisfação por servir ao cliente, – o político -, não deve ter lucro financeiro na sua ação, pois sua matéria prima é o povo. Senão seria a exploração do homem pelo homem (Karl Marx). Líder é alguém que serve (Lao Tsé). Seu prazer será o de testemunhar as pessoas que lidera serem mais risonhas e felizes. Um dom de Deus. Uma ação divina. Deve revelar-se um Ser especial, servidor, carismático, abnegado, voluntarista, missionário, e não um mercenário como escreveu o saudoso presidente do Laboratório Aché, Victor Siaulys, referindo-se à sua ação empreendedora e empresarial de missionário, apresentada no livro Mercenário ou Missionário? Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Quantidade não é qualidade

“Só no governo do PT se fez tanta coisa em tão pouco tempo”.
“O PT criou mais escolas técnicas em 10 anos do que em todo século XX”.
“Com o PT o pobre agora se forma em doutor”.
“Há… O PT roubou, mas o PSDB também roubou”. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário