IPTU

Na Escolinha da Vida Hilária também parece ter IPTU:
Armando Volta diria: “Pensei: Porque pagá-lo, por que não pagá-lo, porque pagá-lo, por que não pagá-lo? Paguei-o! Aceite é de coração, sem o menor interesse”;
Samuel Blaustein tripudiria: “Fazemos qualquer negócio. Melhor zero na nota do que prejuízo na bolso”;
Rolando Lero: “Amado mestre… Captei! Captei a vossa mensagem”;
Cacilda: “beijinho, beijinho, pau, pau!”
Ptolomeu: “Estou sempre pronto a lutar pelas jovens indefesas”. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 1 comentário

Não é a crítica que conta

“Toda unanimidade é burra. Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar”, ensinou-nos o escritor e mais influente dramaturgo brasileiro Nelson Rodrigues. A gestão da critica sempre tem uma opinião contraditória. Impessoal! O crítico tem olho clínico. Enxerga além do que os outros veem. Sabe discernir com neutralidade entre o certo e o errado. É uma espécie de consultor ignorado. Não carece de prestígio pessoal. Não tem paixão política, mas inferniza sem maldade o comportamento do administrador público. É uma nuvem pesarosa em seu castelo de sonhos. Desse modo, “o governante que não ouve críticas não está preparado para governar”. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Se eu fosse você

Mas eu não sou você. Portanto, no meu caso, não implicaria tanto com os adversários. Pela tradição política buscaria compreender que os amigos de hoje serão os inimigos de amanhã e vice versa. Uma reflexão sobre a história política dos grandes governantes ilustra a busca de natural equilíbrio. Mais: Se for de sinceridade, se o seu coração está mandando, eu continuaria a beijar as crianças. É um gesto simpático e humano que agrada e faz também pais e mães felizes. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

As pessoas

A chuva choveu! Diria meu amigo pleonasmo. Foram apenas 35 mm em Coité na tarde deste domingo. Valeu São Pedro. Amenizou aquele calor brabo de 40 graus da última quinta feira. Certo que só choveu até agora 67 mm em 2015, contra os 49 mm da média dos últimos cinco anos nos meses de janeiro e fevereiro, com um saldo positivo de 18 mm. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Projeto Aquário

Eu sou daqueles que acham que os governos deveriam ser voluntaristas; mas, que sendo pagos deveriam estar à disposição da população para encontros e soluções no local da dúvida e cara a cara; deveriam inclusive ser bombardeados permanentemente com informações e sugestões sobre seu governo e a realidade dos seus liderados. Um líder, além de aplaudido deve ser cobrado e exigido. Mas as pessoas pensam em benefícios individuais ao invés do coletivo, e se omitem, como se um governo fosse para atender seus caprichos e ganância. E aí a política estraga tudo. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

MOSAICO II

POBREZA E RIQUEZA:
Embora pobreza não seja uma maldição, mas certamente uma falta de presença de espírito, que se configura na ausência de oportunidades que os governos deveriam proporcionar. Paralelamente, a iniciativa privada dá show de competência e alternativas de trabalho, apesar do elevado pagamento de impostos (onerando o custo dos produtos), numa implacável punição ao sucesso, que facilita o governo a se deliciar gastando mais do que arrecada e sempre aumentando e criando novos impostos. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

MOSAICO I

A EVOLUÇÃO BANCÁRIA:
Esta semana voltei a ser incluso socialmente no mundo financeiro. Há quase 20 anos que não mais tenho transação com Bancos. Mas cada vez que ia ao Bradesco, movimentar alguma merreca, lá estava: “Limite de crédito pessoal X”. E eu pensava: Que negócio é esse, eu não quero isso? E assim foi passando o tempo. Chegava e o caixa eletrônico avisava: “Alô Roberto! Tem um limite de crédito especial para você”. E eu me encabulando com aquilo. Uma tentação. Resolvi ser curioso e fui digitando teclas. Ao modo antigo, eu pensava: Não tem problema, vou ter de assinar papéis, avalista, coisa e tal… Depois teclo ANULA! E fui teclando. Daqui a pouco: ENTER! Teclei. Apareceu: “Seu dinheiro está disponível em sua conta”. Assustei-me. Arregalei os olhos. Meu Deus, que brincadeira besta. Era verdade! Estava lá em minha conta um dinheiro que nem precisava e que felizmente foi uma simulação pequena. Precisou apenas de minha biometria. O Bradesco deu-me dignidade. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Narciso e Pinóquio

Há dois dias sem banho, por falta de água, Narciso e Pinóquio se encontram na esquina mais famosa do Brasil, Ipiranga com São João, em Sampa, na magia de Caetano. Ambos, simultaneamente, se lembram de Paulinho da Viola: Olá, como vai? / Eu vou indo e você, tudo bem? / Tudo bem eu vou indo correndo / Pegar meu lugar no futuro, e você? / Tudo bem, eu vou indo em busca / De um sono tranquilo, quem sabe… / Quanto tempo… Pois é… / Quanto tempo… / Me perdoe a pressa / É a alma dos nossos negócios… Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Pintinho e a meritocracia

Ainda acredito nele, mas esperei muito mais do governo de Assis, prefeito de Coité. Não que esteja de todo ruim. O homem é uma sumidade no campo organizacional, comportamental e da seriedade financeira. Mas falta-lhe dinâmica administrativa. “Quem sempre recebeu contra cheque dificilmente sabe dar cheque”, dizem os opositores. Espera-se que essa lentidão e a falta de ousar, seja uma estratégia ainda que condenável de reunir todas as obras para inaugurações durante o ano eleitoral. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 1 comentário

Rádio Sisal

Por que a Polícia Federal é um dos órgãos de maior credibilidade do Brasil? – Porque os políticos nem o governo federal interferem nela; De igual modo, a Receita Federal tem também um dos melhores desempenhos nacionais, mas peca, quando não lhe conferem funcionários suficientes para resolver as pendências da “malha fina”, que levam anos para serem resolvidas, quando no inverso, a RF solta a fiscalização sobre o contribuinte; Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário