Os maiores erros do prefeito Assis (II)

URBANISMO: “A técnica da organização e da racionalização das aglomerações humanas, permitem criar condições adequadas de habitação às populações das cidades”. O Jardim da Babilônia é delicado para o semiárido. Muito bonito mesmo, mas frágil. Não suportará a sequencia de “verões” que domina o nordeste baiano e brasileiro. O dinheiro que se gastou ali, remodelaria o antigo Babi e os jardins abandonados do Bairro Vila Rica, da Praça da Bíblia, da Praça do Fórum, da Rua Afonso Pena e do Estádio (onde se localiza o gabinete do prefeito), além da construção mais que necessária do jardim da Rua Duque. Verdadeira ação urbanística. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 3 comentários

Os maiores erros do prefeito Assis (I)

Angustia-nos só em pensar… Voltar a votar no PT. Um partido sem moral. Mas Assis tem sido um prefeito razoável. O partido que demonstra péssimo exemplo nacional, tem um afiliado em Coité que cumpre sua obrigação de honestidade. Na média merece nota 7,5. Pena que ele próprio (seu temperamento) e o PT são quem mais o atrapalha. Até aqui, fez muita coisa elogiável. Mas poderia ter sido melhor. Poderia ter feito muito mais não fosse… Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 1 comentário

A crise é a mãe da criatividade

Todos nós, nas nossas vidas, passamos por momentos de crises e dificuldades. Ora é uma situação financeira, ora de saúde, ou de trabalho, de amor, de família e por aí vai. Pesquisas conflitantes no início dos anos 90 nos indicavam vários fatores de crises existenciais: A) o homem leva 70% do seu tempo pensando no passado; 25% nas coisas do futuro; e apenas 5% do seu tempo, ele dedica ao momento presente; B) Outras pesquisas indicavam que somente dois por cento (2%) de tudo aquilo que nos preocupam, acontecem. Então porque nos preocupamos? C) Nos últimos meses apareceram indicações que 3/4 das coisas que fazemos na vida são erros. Virgem! 75% das coisas que efetuamos são erros? As informações foram longe demais. Confundiu geral. Será? Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Louvado seja Deus

O dia amanheceu promissor! As 4,45 H da manhã os primeiros raios de sol anunciavam o 3o. CDL Dia Legal. C de CDL, D de dia, L de legal. Na última segunda feira (12/10) o feriado nacional de N. Sra. Aparecida, padroeira do Brasil, que coincide com a oficialidade da data promocional do Dia da Criança marcou um dos mais belos acontecimentos registrados em Coité, que deveria acontecer pelo menos uma vez por mês em praças alternadas, Distritos e povoados. Na Praça do Fórum milhares de crianças de todas as idades passaram o dia brincando com palhaços, pula-pula, gangorra, pintura no rosto e uma variedades de brinquedos de parques de diversões. Filas enormes para comer pipoca, chupar picolé e diversidade de guloseimas. Tudo grátis. A CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas – deixou um exemplo surpreendente: o maior trabalho de equipe, com característica de voluntariado, organizado e disciplinado que já se viu na cidade. Parabéns Dia Legal! Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A nova Praça

Assim como os Jardins Suspensos da Babilônia, que a história não tem comprovação arqueológica da sua existência, assim também, o antigo Jardim da Babilônia em Coité (Praça Dr. José Gonçalves) – deixou de existir! Ícone de design urbano com perspectiva saudosista da era Hamilton Rios e da imaginação iluminista do saudoso Prof. Roque Silva. Apagou-se um parágrafo inteiro da história coiteense. Acabou-se com a tradição gostosa de ir namorar na Babilônia, conservando o encanto explosivo que ele foi um dia, e que deveria continuar, sem mudar a estrutura, numa maquiagem nova de brilho e romantismo. Em seu lugar, numa saudação à modernidade, edificou-se o mais novo jardim do circuito citadino, com mosaicos históricos, recreação, jardinagem, paisagismo… É lindo de se ver! Esse não tem nada a ver com aquele. Esse é um Jardim estilo primaveril, com aparência superstar, galáctico, com luzes e cores do futuro. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A festa da morte

A morte precoce do nosso querido amigo e médico coiteense/jacuipense Dr. Rômulo Fragoso Gordiano, por acidente rodoviário, na última sexta feira na cidade de Itaberaba, com enterro de aparência colossal no sábado em Riachão do Jacuípe, nos mostra um ritual festivo do fatídico, de muito colorido sem brilho, além do alto congraçamento humano com antecipação contagiante da saudade e o triste sorriso da fatalidade. A repetição aqui de fotos de uma bela reportagem do Calila Notícias ilustra a verdadeira dimensão do que deve ter sido a chegada do nosso querido doutor numa daquelas vastas coleções de estrelas que povoam o nosso universo conhecido, aonde “a casa do meu pai tem muitas moradas” (Jesus Cristo). Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Exemplos de dignidade

Dignidade é grandeza, excelência: “é uma qualidade ou bondade superior pela qual algo ou alguém goza de especial valor e estima”. Vejamos alguns exemplos de dignidade e honradez: dar emprego a ex-presidiário; fornecer alimento a morador de rua; amparar um bebe abandonado; ceder lugar no ônibus; pagar um salário justo; dar uma bolsa de estudo a uma criança; praticar serviços voluntários; achar algo na rua e devolver, e muitos outros exemplos dignificantes (Yahoo!). Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Recursos Humanos é prioridade

Conta-se que na eleição de Prefeito (2012), o candidato Assis chegou elegante, sorridente, bem humorado a uma seção eleitoral, falando com todo mundo e despedindo-se de igual modo. Já na eleição de deputado (2014), em outra seção o prefeito chegou carrancudo, sério, semblante contraído, falou só com alguns conhecidos e retirou-se. Chateado, sentindo-se preterido, um dos mesários perguntou: “Foi nesse homem que eu votei?” Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 1 comentário

O porco e a tradição cultural

A carne de porco (ou carne suína) é uma das carnes mais consumidas do mundo com evidências de pecuária suína que datam de 5000 a.C. Entretanto, o seu consumo é considerado como um tabu alimentar por diversas religiões, como o judaísmo, islamismo e o adventismo, que a consideram uma carne impura (Wikipédia). Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Perguntar não ofende

Eu não quero acreditar em boatos. Sou admirador do prefeito Assis. Não apenas da sua honestidade, pois a primeira obrigação do homem é ser direito e honesto. Ele não seguiu o mau exemplo do PT, embora se torne conivente com as falcatruas da cúpula nacional. Eu admiro o prefeito Assis sob três aspectos virtuosos: Sua memória fotográfica, seu poder de oratória e persuasão, sua capacidade organizacional. Mas há meses que não o vejo. Desde a inauguração do Jardim do Batom, que fui convidado e privei da sua amizade em seu carro, e lá, no seu discurso potentoso me chamou de “o crítico”. Não foi um gesto elegante. Eu era seu convidado. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 3 comentários