Sábado de Aleluia

“Não existe pecado do lado de baixo do equador / Vamos fazer um pecado rasgado, suado, a todo vapor / Me deixa ser teu escracho, capacho, teu cacho / Um riacho de amor…”

Chico Buarque na voz e imagem de Ney Matogrosso rebolando, já entendia da Micareme de Coité. Quando nasci, em 1948, Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A (in) Justiça do Trabalho

Se existe alguma coisa de excrecência no Brasil, essa protuberância seria a (in) Justiça do Trabalho, onde a mentira do empregado vale mais que a verdade do patrão e a prova testemunhal vale mais do que a prova documental. Ambas as citações foram ditas em meados da década de 1960, num almoço de descontração, pelo Juiz do Trabalho da Junta de Conciliação de Julgamento (hoje, Vara) de Feira de Santana. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

A Galeria de Artes Inacabadas

O tempo é implacável. Já se passaram 33% do Governo da Gente e a população espera que o entusiasmo e o esplendor da vontade de mudança, vividos na campanha eleitoral, voltem a ser evidentes e sejam o recobrar de força e alegria para o povo coiteense. O trânsito e a confusão de estacionamentos sem qualquer providência mesmo paliativa é a foto da pouca atenção ao sorriso dos coiteenses. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 2 comentários

O Show de Eliene

Há dois meses, empresários coiteenses se queixavam do pouco movimento comercial e elegiam um bode expiatório (a quem recaem todas as culpas): O prefeito Assis! Administrador publico sem mácula, que nada teve com a fase sem atração do comércio nos períodos considerados de baixa movimentação – janeiro a março – principalmente aqui que não tem carnaval, restando apenas o “volta as aulas”.

Infelizmente, o prefeito perdeu uma virtuosa oportunidade de se redimir com a opinião pública que o critica. Bem que poderia ter dado uma cristalização em investimentos que fizesse o dinheiro circular. Uma festa seria oportuna e excelente. Os comerciantes, por outro lado precisam descobrir alternativas de negócios, sem estar esperando pelo poder público. A criatividade encontra possibilidades de contornar todos os problemas. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 4 comentários

A César o que é de César

De coração aberto, espírito humanitário, sem pretensão a qualquer cargo na administração pública coiteense, gostaria muito de vibrar, gritar, sorrir, aplaudir, soltar fogos, estar feliz, enfim comemorar o bom desempenho do Governo da Gente, que muito acredito e continuarei torcendo. Porém, não posso ignorar erros e equívocos de uma administração, ainda que inexperiente, mas possuidora de valores morais Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 14 comentários

Coité X Valente

Conta à história e o folclore a repete, que o nome de Conceição do Coité, deriva-se da padroeira N.S. da Conceição e de um pé de Coité, que existia defronte à Igreja católica. Já com o seu filho mais velho, o município de Valente, surgiu um boi tão valente, mais tão valente, que determinou o nome da cidade. O cordel, A Peleja do Boi Valente com o Menino Aboiador, de Luar do Conselheiro, diz: “Cidade fundou-se com um Continue lendo

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

E as obras?

Chega de inércia! Chega de Blá-Blá-Blá… Era o dia 20/03, passagem do equinócio do outono, e O Encontro com o Prefeito, que passarei a chamar de ENFEITO, até se criar um referencial e sugestivo slogan ou logomarca, aconteceu mais uma vez, no espaço lotado e quente do Centro Cultural de Coité. De tão cheio deixou de ser referência, pois não mais se sabe se a demanda é em função do pequeno espaço, ou seria igualmente de grandeza num espaço maior como o Ginásio de Esportes? Com minhas desculpas a Paulo Marcos, mas inicialmente houve falhas lamentáveis: Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 22 comentários

Falta coragem

“Administrar é tão somente conseguir resultados através de pessoas”. Parece fácil, mas é difícil. Na criação do COMDES (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social ) de Coité, do qual faço parte, pronunciei-me de que duas coisas não funcionam a contento no Brasil: Conselhos e Cooperativas. Fui censurado, mas a realidade é que os conselheiros se ausentam ou suas vozes não são ouvidas. É mais uma função decorativa. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 4 comentários

Recomeçou o ano 2014 e Gilberto Gonçalves

O carnaval acabou. Recomeçou o ano. Só haverá micareta em Coité se houver chuvas. O Baião de 2 roubará a cena com ou sem micareta. É uma pequena demonstração do profissionalismo. A festa da micareta não pode mais depender das chuvas, como quer o Tribunal de Contas dos Municípios, senão não haveria a suntuosidade da cidade de Las Vegas no deserto de Nevada nos Estados Unidos. É preciso pensar grande para dar solução a questão da água e aprendermos a conviver com as estiagens. Apesar dos contrários, os poços artesianos apresentam-se como a solução de um futuro melhor. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 15 comentários

Incivilidade

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. (João 1:1-4)
O verbo é a palavra. Se não houvesse palavras não haveria paz. A guerra torna-se ação quando não existem palavras. O diálogo é a maneira mais correta de se evitar conflitos.
Vivemos dias de ternura e amargura na complexidade política liderada pelo PT, tanto no Brasil, como em Coité. Continue lendo

Publicado em Sem categoria | 2 comentários